As aventuras de Mini e Maxi · Barcelona

Mães que trabalham (sanguenosóio)

A qualidade e a própria existência da escola pública é o tema do momento na Espanha e nos Estados Unidos – talvez em outros países por aí, mas não estou acompanhando. Esse tema no Brasil está bem fora de qualquer conversa, porque educação pública e qualidade chega a ser uma contradição em termos, pelo menos no que se refere à educação básica e obrigatória. Claro que quando o assunto chega na Universidade a história se inverte, mas isso é mais uma das idiossincrasias brasileiras.

Enfim, pra quem se interessa pelo assunto, aqui na Espanha a reforma está prestes a ser assinada, porque o partido que governa tem maioria e faz o que bem entender. O povo se rebela e as famílias vão pras ruas, vestindo até as crianças de três anos com a camiseta amarela da protesta.

Imagem

http://www.flickr.com//photos/wampamaragall/sets/72157633908671572/show/with/8940035166/

Mas nos Estados Unidos eu vejo que a sociedade está debatendo o tema, pra saber como foi que as coisas chegaram no estado em que estão. Os recortes chegam até o ponto de fechar escolas inteiras, suspender investimentos, etc, etc. Até que outro dia em um debate na televisão, um governador disse que a situação começou a piorar quando as mulheres entraram no mercado de trabalho. Chega a ser absurdo ouvir isso de um político, quando ninguém nunca fez nada para melhorar esta situação. A mulher trabalha porque precisa, porque quer, ou as duas coisas. Até onde eu sabia, o grau de instrução da mãe influencia positivamente o desempenho dos filhos na escola (mais que o dos pais). Então a conclusão deve ser que a mãe pode estudar, mas não trabalhar, na opinião desses dignissimos senhores. Ainda mais nos Estados Unidos, onde a família não tem nem direito à licença-maternidade remunerada. Cheira a ranço machista-ultra-conservador tentando ainda por cima melhorar a situação do emprego no país. Ou outra coisa.

Eu que trabalho todo dia e faço a tripla jornada de mãe e dona-de-casa espero poder animar minhas duas #pequenascrias a estudar, trabalhar, ter seu próprios filhos. Ou não. Espero que elas pelo menos tenham a oportunidade de escolher. E que nunca um político diga que ela é mais ou menos isso ou aquilo, porque é mulher. E com essa idéia vou tentar terminar minha semana, sem sucumbir entre uma carga da lava-roupas e outra.

Anúncios

3 comentários em “Mães que trabalham (sanguenosóio)

  1. Ai, a culpa é sempre da mulher. Dia desses ouvi de um colega de trabalho que o problema da obesidade da vida moderna era culpa da mulher, que havia saído de casa para trabalhar e não tinha mais tempo para cuidar das refeições da família…aiaiai. Em pleno século XXI chega doer! Beijos! Nine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s