As aventuras de Mini e Maxi · da janela

Mamaço virtual

Austin Breastfeeding Challenge 2007
Image by Chim Chim via Flickr

Acho até que já publiquei esta foto aqui, mas vendo tantas cenas lindas de amamentação e as imagens do mamaço não quis ficar de fora. Além do que eu adoro esta foto, da mãe noiva amamentando durante a festa do casamento.

Daí que eu sei que corro o risco de ser criticada, mas acho que amamentar em público é só uma pequena fatia do que deveria ser uma luta por amamentar e ponto. Claro que a polêmica que causa o tema ajuda a coisa a virar tendência no twitter, aparecer na mídia, criar discussão que no fim das contas acaba ajudando todo mundo a ver a coisa toda com mais naturalidade. Porque se tivéssemos que racionalmente pedir só o necessário, pediríamos que os chefes não fizessem cara ruim quando a mulher precisa sair do posto de trabalho para amamentar – ou ordenhar; que os médicos nem sequer sugerissem o leite artificial como alternativa a menos que fosse estritamente necessário; que os centros comerciais, – e restaurantes, e bancos e museus -, tivessem salas de amamentar separadas dos banheiros, com um espaço para entrar o carrinho, com luz suave, um microondas. Pediríamos 6 meses de licença-maternidade pelo menos e uma licença paternidade que não provocasse riso. Mais que isso, que os homens não fossem julgados por tirar a licença no caso de que ela fosse mais ampla. Pediríamos o direito mínimo de estar em contato com o bebê desde o primeiro minuto, independente de se o parto foi em casa ou no hospital, de poder amamentar na primeira meia hora de vida do bebê. Que as calçadas de Sao Paulo – e de outras cidades do mundo – fossem realmente acessíveis para carrinhos (e cadeiras de roda, of course). Enfim, que as pessoas fossem mais gentis e cuidassem mais da própria vida, mas eu sei, eu sei, é pedir demais.

Anúncios

9 comentários em “Mamaço virtual

  1. Também estou nessa, Mari. ainda que seja um ideal muito longe da realidade, acho que devemos seguir lutando por estes direitos básicos. Quem sabe quando chegar a vez da Ana, dda Cecília e da Clarice estes direitos já estejam assegurados, né?
    Beijos

    1. Sim, mas parece que estas palavras grandes acabam perdendo o significado. Por isso fazemos o mamaço pra conseguir um pouco mais de compreensao. Vai entender.

  2. É isso aí!
    Também acho que a discussão, na verdade, deveria ser um pouco mais embaixo do que simplesmente amamentar ou não em público, mas temos que começar por algum lugar, né?

    Beijos,
    Nine

    1. Cami, obrigada por sempre vir por aqui e comentar. Que pena a gente estar em países diferentes, porque se nao a Hannah e a Ana iam brincar muito juntas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s