As aventuras de Mini e Maxi

Depois de dormir, sonhar

IMG_0003
Image by Nathan Bedford via Flickr

De vez em quando ganho de presente do marido a oportunidade de buscar a Ana na escola. Se ele tem que sair antes de eu chegar, a gente combina e ela fica mais quase uma hora na creche. Aí ela vê todo mundo indo embora – e quase vai também com algum coleguinha – e de repente eu chego. Eu chamo de presente porque ela quer me mostrar tudo, as fotos, os brinquedos, pede pra eu sentar aqui, ali, e o tempo vai passando.Eu adoro, estar ali no seu mundinho. Pra melhorar só se fosse um pouco mais cedo, mas a gente não pode ter tudo.

Aí a educadora diz que ela foi ótima, que usa o penico e tal. E isso já tem se repetido algumas vezes, com que eu me lanço uma pergunta: como ela também usa o penico em casa, será que é hora de eu acordar para a realidade e tentar o desfralde? Às vezes eu penso nesse processo como uma janela de oportunidade. Se a gente não está atenta, ela passa. E aí, fralda até não sei quantos anos. Claro, meu maior drama se chama tempo, como eu vou saber se já é a hora? Também pode acontecer que a primeira frase inteira dela vai ser: mamãe, não quero mais fralda… Aí vou ter certeza. Mas se não, por enquanto vou me fazendo de louca, porque é evidente que sou eu que não estou preparada para o desfralde. Né?

Também já tem uns dias – seguidos – que a Ana não acorda pra mamar de noite. Acorda assustada antes da minha hora de dormir, mas eu mostro o ursinho, às vezes ponho uma musiquinha e ela volta a dormir. Como eu sou contra utilizar qualquer método para “ensinar” uma criança a dormir, explico algumas coisas que mudaram e que acho que contribuíram para essa novidade. Troquei a cortina para o quarto ficar mais escuro. Isso ajudou também na qualidade e duração da soneca da tarde durante o fim-de-semana. Acabou o tempo frio e acho que a temperatura é mais estável durante a noite toda, ela anda menos resfriada, respirando melhor. Já nasceram os quatro caninos, que acho que foram os últimos. Acabou o período de transição de duas sonecas para uma soneca durante o dia. Digo isso porque aguenta melhor a manha e depois do almoço dorme mesmo, pelo menos duas horas. Nao sei se é uma mudança definitiva, mas já estou cantando vitória, porque cada noite inteira de sono dela é meu também. Se com uma é motivo de celebrar, várias seguidas é uma maravilha. A maior lição que a maternidade nos ensina é a paciência.

Anúncios

2 comentários em “Depois de dormir, sonhar

  1. oi mari,
    nao sei se voce planeja ter um outro filho ou nao, mas no caso da carol, a ireninha deu um passinho pra tras na questao do desfralde quando o paulo nasceu. ate a hannah que passou um mes la em sao paulo e viu o paulo algumas vezes mamando todo o dia me da uma “lambida” (e acho que nao eh pra imitar a lola, pq ela so faz em mim, no pai nao e ela meio que concorda quando eu pergunto se eh uma referencia ao paulo). Entao, eu imagino que seja melhor fazer esse desfralde ou agora, ou depois que vier o sibling…
    beijocas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s