As aventuras de Mini e Maxi

Ser mae

Sentei aqui pra ler e escrever e já passou da meia-noite. Pra ver que a vida anda corrida, a casa está bagunçada e a Ana está dormindo de atravessado na minha cama. Com estas palavras eu resumo como anda meu desenvolvimento como mãe, e também as coisas que andei lendo e pescando por aí.

A Ana tem um ano e sete meses e não dá sinais de que está pensando em desmamar. As mamadas são as da noite, que sem dúvida são as mais cansativas, mas eu ponho na conta de “mãe que trabalha fora” e vou deixando enquanto o corpo aguentar. Nao é um sacrifício, acho que quando a gente entende os motivos – próprios e da criança – é mais fácil fazer concessões. Tem noite que é uma vez, tem noite que é a noite inteira. Alguns dizem que a mãe também precisa desmamar, então vai ser quando for bom pras duas.

A Ana ganhou uma mini-bicicleta, então faz uns dias que ela liga menos para os desenhos e fica só pra lá e pra cá em cima da bici – tem rodinhas e ela não usa os pedais, mas tá valendo. Em outro post eu falo desse que era um presente fetiche que eu tinha pra Ana. Mas a casa anda bagunçada porque é assim, dias de tempo bom eu prefiro ficar com a Ana no parque quando volto do trabalho, entao só me dá tempo de fazer o mínimo. Pra mim tá ok, vou arrumar se vier visita…

Anúncios

2 comentários em “Ser mae

  1. Mari, eu sou da seguinte filosofia: “Mãe feliz, bebê feliz”! Enquanto vc estiver feliz dando o peito… isso é o que importa! Um beijo bem grande pra vc no dia das mães!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s