As aventuras de Mini e Maxi

Coisas de Ana, 16 meses

É, o tempo passou. Ontem era meu bebezinho, hoje é uma menina, cheia de personalidade. Nao fala, mas sabe bem o que quer e como consegui-lo…

Hoje disseram lá na escola que você comeu sozinha. É, sem ajuda de ninguém. Eu tentei repetir em casa, mas foi meio “não faça isso em casa sem a supervisão de um adulto”: comida pra todos os lados! Tudo bem, não dá para ter tudo de uma vez. Você também bebe do copo, às vezes com bico de treinamento, às vezes sem. Mas o legal mesmo é beber direto da garrafa, né?

Outra coisa que você aprendeu na escola foi incluir a sessão “recolher” na brincadeira. Por sorte recolher em português é bem parecido com “recollir” em catalão, porque às vezes eu penso que implantaram um chip em vocês… Eu passei muito tempo pedindo para você brincar sozinha, e meus desejos foram realizados. Uns oito minutos brincando com uma garrafa de água foram suficientes para a mamãe aqui tomar um banho bem gostoso.

Ah! Eu disse que você não fala nada? Que injustiça! Estamos treinando algumas letras e o mais gostoso é ouvir e ver você fazendo biquinho para dizer vovô e vovó. E ontem eu ouvi você dizer pao, assim com aquela cara de “eu quero!” Te dou toda razão, o pao quentinho eu também quero um pedaço. Você também diz apa, que quer dizer água. Antes era sempre para pedir água, mas agora acho que também é para dizer “olha, mae, aqui tem água”. E você anda perguntando o nome de tudo. Todos os desenhos nos seus livrinhos – e você sempre vem pedir para eu ler, as coisas na rua, os desenhos na parede do seu quarto. Você também diz sapo, pato e sapato, embora muitas vezes use a mesma palavra para os três. Mamae mesmo você nunca disse, e agora parece que você me chama de Teta, embora seu pai pense que você diz Tata, que é pai em romeno. Mas eu acho que você sabem bem quem é quem. Ah, e você também diz Ana, em várias ocasiões diferentes. Ana é você, mas também todos os outros bebês do mundo, real e em fotos. E quando Ana quer alguma coisa, você também diz “Ana, Ana”. Acho que se você se chamasse Nicoleta a coisa ia ser diferente. Nico é essa aí da foto, é uma grande amiga sua. Daquelas que no futuro você vai dizer que é sua amiga de infância. E é tão bacana ver que agora você já brincam juntas, não só lado a lado. Quando você se viram de óculos, vocês não acharam engraçado não. enquanto a gente quase quebrava a cadeira de tanto rir, vocês fizeram cara de “acho que tem alguma coisa estranha na sua cara”, e ficaram assim, se olhando. Enfim, momentos inesquecíveis, mas que se a gente não conta, esquece.

Tem muito mais sobre você aos 16 meses, mas não quero encher a cabeça das amigas leitoras. Só pra fechar, você ainda mama no peito e dorme com a gente boa parte da noite, apesar da estranheza que isso possa causar. Eu sei que um dia você não vai querer mais nem uma coisa nem a outra, e já vou me preparando. Como tudo nessa vida, isso um dia, também passará.

Anúncios

2 comentários em “Coisas de Ana, 16 meses

  1. As duas mocinhas estão muito fofas e lindas! Realmente parece que se acharam muito estranhas…. Quem sabe Ana e Nico ficam mesmo amigas de infância como você e a Gabi Degolação?
    Ainda bem que tem o blog para eu acompanhar as gracinhas da Ana! E saber que ela já fala vovó não tem preço, tudo bem que ela já ameaçava falar aqui, mas o curso avançado de português foi interrompido repentinamente…..
    Beijocas,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s