CASTELLANO

Recordar é viver – divagando

De vez em quando alguém chega aqui no blog procurando uma poesia que utilize o subjuntivo. Deve ser algum dever da escola, né? Mas entao a pessoa se depara com um post em espanhol, falando de uma poesia em português. Eu gosto muito de Leminski, nao precisamente este poema, mas escolhi por causa do subjuntivo. O tempo verbal que para mim é parte da essência da língua castelhana. Outras línguas latinas também o tem, mas nao necessariamente da mesma forma. Faz parte da lógica da língua. Me dá saudade de voltar a estudar, porque como eu dizia lá atrás, eu gosto de falar direitinho. Mas claro, agora tenho outras prioridades. Entao fico aqui, colecionando poemas. Pra terminar esse dia que foi tao intenso, outra do Leminski:

“Fiquem vocês com a realidade

Esse baixo-astral em que tudo entra pelo cano

Eu quero viver de verdade:

Viva o cinema americano!”

E que tenham todas uma boa noite!

Anúncios

2 comentários em “Recordar é viver – divagando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s