Esperando setembro · lá fora

A gripe suína e a globalizaçao

omundocomgripeFoi a mae que me mandou a notícia sobre a gripe suína, porque apesar de ter visto a manchete ontem no jornal do vizinho de metro, nao pedi o jornaleco pra ler melhor. Parece que a coisa é séria e já sao 10 casos em estudo na Catalunha. É a metade do total na Espanha e a maioria está em Barcelona. Ontem eu tive febre de manha, mas foi só isso e pouquinha, é um mix de alergia ao polen e resto de sinusite… Por isso acho melhor nao ir no hospital nem nada porque lá deve estar cheia de gente como eu pensando que está doente e aí é capaz de eu me contagiar de verdade.

Parece que a maldita se transmite enre humanos, mas por enquanto os casos fora do México foram mais suaves e só neste país causaram mortes. O problema é que a maior parte das pessoas contaminadas na Espanha vieram do México recentemente. Enquanto nos Estados Unidos já estao preparados para a pandemia – pelo menos teoricamente – aqui na Europa só dizem para evitar viagens para México e Estados Unidos. Parece que há estoque de antiviral pra 5 milhoes de pessoas, mas vacina ainda nada. Por aqui parece que cada país vai ter que criar sua própria política para a crise. Ah, é seguro comer carne de porco, desde que bem cozida, mas é perigoso estar perto dos bichinhos vivos…

Atualizaçao: pra quem está na Catalunha, um bom lugar para se informar é a web da Generalitat. Dá um número e telefone e as últimas notícias. Embora eu ache que 10 em 7 milhoes (casos/populaçao da Catalunha) é mais que 50 em 350 milhoes (número de casos nos Estados Unidos/populaçao), aqui ainda nao soou nenhum alarme.

Atualizaçao 2: ao mesmo tempo que os casos aumentam, parece que a doença fica menos perigosa. No México já diminuíram as expectativas de mortes o que é um alívio. Aqui na Espanha mudaram o nome da gripe para Gripe A, acho que porque ninguém se contaminou através dos porcos e porque descobriram que é a volta de um vírus que já fez um estrago há uns 50 anos. Dizem por aqui que os espanhóis que nasceram antes de 56 podem ser imunes. Para as grávidas: o mais importante nesses casos é manter a calma, uma dieta equilibrada e nao se automedicar. Nenhum dos antivirais existentes foi devidamente testado em grávidas, por isso só o seu médico pode avaliar os prós e os contras de qualquer rémedio. Enquanto isso, muito líquido, fruta, verdura e exercícios, como sempre, né?

mais informaçoes: Bebés y Más

foto: the New Yoork Times

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s