Maricotinha em LA

How to start jump a car

A historia comeca pelo fim: estou aqui na casa esperando que alguem me “salve” porque a bateria do carro do Andrew morreu. Que coisa, ne? Acho que ja devia estar com problemas porque eh verdade que ele deixou as luzes ligadas, mas foi so por uma horinha… Agora eu saiu para a terapia a pe e eu fiquei aqui com a batata quente. Ja liguei para o pai dele mas a solucao foi esperar o Andrew voltar, porque eu acho meio dificil o pai dele vir ate aqui para fazer uma “chupeta”. No meio disso o K ligou e disse que se o P ligar ele pode pedir para o servico de ajuda do seguro vir, mas acho que ele vai demorar…Enquanto isso uma breve atualizacao no resto da viagem. Ontem a noite fomos a um restaurante japones daqueles que os japoneses que ficam no Peninsula vao. Quer dizer, coisa ultra-fina. Nao tenho nem palavras para discrever tudo que a gente comeu porque estava tudo em japones e o maitre vinha e falava a sugestao dele e a gente dizia sim pra tudo e foi uma festa. Tinha ate ostra com trufa para voces terem uma ideia. Apesar da gostosura toda, eu cheguei em casa e tive um piriri tremendo. No fundo me senti bem, porque fazia dias que estava entupida. Mas pensando bem isso nao vai ser nada bom se eu tiver uma crise a cada quatro dias. Minhas entranhas vao se ressentir muito. E chega desse papo escatologico.

Hoje de manha fomos ao Getty Villa. Alguem ja viu na internet umas fotos que vem escrito Getty Images? Pois eh, esse museu eh uma viagem pela Antiguidade Classica do Paul Getty, um magnata que ja morreu mas deixou dois museus aqui em Los Angeles. E esse que fomos hoje eh uma obra de ficcao das melhores que ja vi. Ele reconstruiu uma Villa Romana em um terreno perto do mar, com umas vistas de cair o queixo. Jardins, fontes e tudo. E recheou com algumas pecas importantes da antiguidade greco-romana e uma enorme colecao de objetos, tudo muito bem organizado. Participamos de duas visitas guiadas, uma delas pela arquitetura da vila, recriando o que seria a vida naquela epoca. Sem o guia eu talvez tivesse achado meio cafona, mas com a senhora contando as historinhas eu achei muito interessante. Digo cafona porque a maioria das coisas em exposicao sao replicas e as estatuas tem o olho pintado como se fosse gente e da medo so de olhar. Mas o conjunto eh muito interessante e pra quem nao viu deve ate dar vontade de ir a Europa ver umas ruinas. Pelo que ela disse, a maioria das coisas foram feitas com base no que se encontrou em Pompeia. Tambem almocamos la e foi tudo muito agradavel.

So pra terminar, o pai do Andrew me confessou que eles estavam um pouco nervosos em me conhecer – eu tambem – mas que agora ja esta tudo bem. Ou seja, que pelo menos ele gosta de mim. A mae eh mais critica e ainda esta tentando entender porque eu nao tenho um emprego melhor na Espanha. Ela e a torcida do Corinthians. Fotos proximamente.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s